BIG DATA E FUTEBOL?

PATRÍCIA SARDINHA

Palavras-chave: big data, análise de dados, analytics

Através do Big Data e as ferramentas de análise de dados, o mundo do futebol tem se reinventado para melhorar suas estratégias e desempenho de suas equipes, seja dentro de campo ou seja na tela da TV.

VAI COMEÇAR A PARTIDA!

Onze jogadores de cada lado, os juízes se preparando, os bancos de cada time apreensivos, a emoção da torcida a mil! Um jogador colocou a sua meia da sorte, um torcedor foi com a mesma blusa da final de 94, uma criança foi pela primeira vez ver seu time do coração, o técnico entrou em campo com o pé direito!

Supertições à parte, para que esse momento aconteça, a partida começou há muito tempo para as pessoas envolvidas na comissão de um time ou seleção de um país. As estratégias por trás dos 90 minutos de um jogo já foram traçadas, planejadas e replanejadas por diversas vezes. Tudo isso só é possível após a análise de milhares de dados sobre cada jogador, cada adversário, cada partida, cada técnico, enfim, dados infinitos.

Qual o jogador que acertou mais batidas de pênalti? Quantas vezes o time ganhou do adversário nos últimos tempos? Quais são as jogadas mais assertivas? Quais jogadores jogam melhor quando estão juntos? Concentrar ou não? Quem tem a maior posse de bola? Milhares de dados e possibilidades podem ser analisadas pela comissão.

E O QUE O BIG DATA TEM COM O FUTEBOL, AFINAL?

O Big Data é um termo utilizado para nomear conjuntos de dados muito grandes ou complexos [1], tanto estruturados quanto não-estruturados, que impactam as empresas diariamente. Mas não é a quantidade de dados disponíveis que importa e sim o que fazer com eles [2]. Hoje, através de inúmeras ferramentas de analytics, é possível fazer a análise dos dados de forma mais rápida. Alinhada ao conhecimento de cada profissional envolvido, os gestores passam a ter em suas mãos informações que permitem a análise da performance do time para que possam tomar decisões específicas para cada partida, para cada adversários e que possibilitam o desenvolvimento das suas estratégias.

Assim como no mundo organizacional, o mundo do esporte aprendeu a importância de estar de braços dados com a tecnologia. “A clássica tendência de analisar as estatísticas de cada jogo ganhou o apoio de softwares de última geração e analistas em campo, que mediram desempenho de cada jogador, cruzaram dados de partidas similares e analisaram a vantagem competitiva deste ou daquele atleta”. [3]

“A clássica tendência de analisar as estatísticas de cada jogo ganhou o apoio de softwares de última geração e analistas em campo, que mediram desempenho de cada jogador, cruzaram dados de partidas similares e analisaram a vantagem competitiva deste ou daquele atleta”. [3]

Na parte individual, o reforço da tecnologia contribui para que cada jogador consiga enxergar seu desempenho e entender o que pode melhorar e o que está dando certo. Permite um estudo personalizado sobre suas atuações em campo, sobre seu corpo e suas atitudes. Sim, atitudes! Analisar os dados comportamentais é fundamental para o sucesso de um jogador. Sabe-se que em uma partida, um dos principais fatores envolvidos é a inteligência emocional de cada jogador.

Não se pode esquecer da quantidade de dispositivos inteligentes existentes como acelerômetro, GPS e sensores de frequência cardíaca que geram estatísticas avançadas de cada jogador. Hoje, as comissões conseguem preparar melhor suas táticas e direcionar ações para cada um de sua equipe.

A Copa do Mundo de 2014 é um bom exemplo. A Seleção da Alemanha, campeã, utilizou recursos de Big Data, como os sistemas da SAP e da Adidas, para avaliar o comportamento e dados de jogos e treinamentos para melhorar o desempenho de seu time.

Figura 1: Exemplo de comparação de dois jogadores a partir da análise de dados (6)

Também é possível analisar o envolvimento da torcida, a famosa Camisa 12! A relação da torcida com seu time influencia diretamente na sua confiança e autoestima. Através de software, hoje é possível analisar a reputação do time nas Mídias Sociais e a interação da torcida com o mesmo. Em um jogo difícil, a comissão pode tomar decisões para minimizar os impactos negativos da reação da própria torcida ou da adversária.

Analisar as informações, também permite que as mídias se preparem previamente para acompanhar os campeonatos e possam em suas publicações e transmissões falarem de dados concretos, baseados nas análises realizadas, e não apenas no calor da emoção dos locutores e comentaristas. O jornalismo esportivo ganhou muito com o advento das novas tecnologias.

Sem falar nas próprias assessorias que também aproveitam essas informações para valorizar seus jogadores; além das grandes marcas que estão constantemente de olho no desempenho dos jogadores na busca dos melhores para o marketing de seus produtos. Não se pode esquecer que é um mercado de milhões de dólares circulando para todos os lados. A transferência de um jogador para um novo time envolve muita discussão e estratégia. Envolve o jogador, a assessoria, o time atual, o futuro time e marcas patrocinadoras. Os jogadores com dados que mostram seu ótimo desempenho são mais valorizados e podem barganhar melhores contratos.

Figura 2: A disputa das grandes Marcas (7)

Enfim, o Big Data está possibilitando a promoção da Transformação Digital no Futebol e no esporte em geral, através de resultados surpreendentes. E em ano de Copa do Mundo, todo reforço é válido! A intuição é importante, sim! Mas também não se pode esquecer da máxima que diz que contra fatos não há argumentos. E hoje, tratar os dados e analisar as informações é um caminho sem volta para organizações, independentemente do business. O grande desafio é qual a melhor forma de se usar os dados que os programas de análise de desempenho oferecem.

E esse ano, tomara que esse reforço extra e o empenho da equipe, não permita que aconteça outro 7x1. Nunca mais! E segundo, Goldman Sachs, um dos maiores bancos do mundo, a seleção Brasileira será campeã [8]. Que venha o HEXA!

 

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

[1]https://pt.wikipedia.org/wiki/Big_data

[2]https://www.sas.com/pt_br/insights/big-data/what-is-big-data.html

[3]http://www.bigdatabusiness.com.br/big-data-analytics-faz-gol-tambem-no-futebol/

[4]http://blogbrasil.comstor.com/como-o-big-data-esta-mudando-o-mundo-do-futebol

[5]http://temas.folha.uol.com.br/evolucao-do-futebol/taticas/analise-de-adversarios-passou-do-papel-e-caneta-para-o-big-data.shtml

[6]https://grup14.com/article/lionel-messi-the-multidimensional-footballer

[7]http://www.soccer365.com/concept-club-jerseys-meet-famous-streetwear-brands-vol-2/

[8]https://conteudo.startse.com.br/nova-economia/tecnologia-inovacao/isabella/quem-sera-o-vencedor-da-copa-do-mundo-2018/

 

 Click here for English Version.

 

Sobre a Autora:

Confira nossos Artigos Internos!