Processamento Automático de Alarmes sem Uso de Informações de Conectividade

RESUMO: Este projeto introduz um processamento de alarme sem usar qualquer informação de conectividade da rede elétrica de uma subestação. Para fazer tal feito, apenas tempo e localização dos alarmes definem padrões de agrupamento. Nesse sentido, o algoritmo proposto tenta imitar o procedimento típico adotado por operadores experientes. Esse algoritmo especializado permite um reconhecimento rápido dos padrões mais comuns em uma subestação: tipicamente, mais de 70% dos alarmes pertencem aos 3 grupos abordados neste projeto. Testes em um notebook mostram que é possível processar 1.025 alarmes por segundo com uma máquina de estados que modela o comportamento específico de cada grupo, enquanto que uma densidade máxima de alarmes típica é de 1.000 alarmes por minuto.

PALAVRAS-CHAVE: Conectividade, detecção de padrão, processamento de alarme, sistemas especialistas.

Baixe aqui o artigo completo:

(2015) Processamento Automático de Alarmes sem Uso de Informações de Conectividade